Chega de ser menina e sentir medo nas ruas. Conheça o projeto ‘Vamos Juntas?’!

Alguma vez você já se sentiu insegura ao andar sozinha? Sim?! Outras meninas ao seu redor também!

“Um vez, ainda esse ano, fui seguida por um cara de bike. Eu atravessei a avenida em que estava três vezes (três!) e ele foi atrás. Precisei ir fazendo esse joguinho até chegar em casa. Mas eu só consegui me safar porque estava atenta”, conta Babi Souza, de 24 anos, idealizadora do projeto Vamos Juntas?. Essa foi apenas uma das muitas experiências inacreditáveis que a jornalista já precisou enfrentar.
 
 
Alguns meses depois, Babi sentiu-se novamente insegura ao caminhar pelo centro de Porto Alegre, cidade onde mora, sozinha. Foi sob essa circunstância que a jornalista idealizou o movimento. Com a ajuda da amiga e designer Vika, ela criou uma imagem para postar na intenet e explicar o projeto para o mundo. “A repercussão foi tanta que, em menos de duas horas, pessoas de fora do meu círculo de amizade estavam compartilhando a imagem!”, lembra.
 
Dentre os comentários recebidos, pessoas perguntavam se a campanha já tinha uma página no Facebook. A resposta era não. Então, sem perder mais tempo, ela resolveu criar um espacinho na rede social dedicado ao projeto. Hoje, exato um mês depois, o número de curtidas já passa de 135 mil! 
 
 
A ideia da Babi é incentivar as garotas a andarem juntas pelas ruas de suas cidades, para evitar situações de risco. O estímulo vem de imagens e ilustrações postadas na própria página do Face. “O movimento surgiu como solução colaborativa para um problema real, que passamos todos os dias”, explica. 
 
A ideia motivou meninas de várias partes do Brasil a contarem suas histórias de sororidade, que são compartilhadas pela página. “Achei que nada seria mais inspirador que mostrar meninas reais, que colocaram o olhar do amor em prática e que viveram mais felizes por isso”, explica a jornalista. O foco da campanha é salientar a importância do apoio entre as garotas, sejam elas amigas ou desconhecidas. Está sentindo que uma menina está com medo? Está passando por uma situação de assédio? Vai lá! Ajuda a sua “miga”! 
 
 
Com o sucesso da página, Babi e Vika também criaram um grupo para cada região do país, onde as meninas que apoiam o movimento podem se conhecer melhor e trocar experiências! (Quer participar do grupo da sua região? Clica aqui!) A dica da Babi para as leitoras da CAPRICHO é: “mantenha o olhar atento e carinhoso ao próximo. Aí vale para todos os gêneros, idades, religiões, lugares…”.
 
E aí, meninas! Vamos juntas?
 
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s