Blog da Galera: Escoteiros existem e não vendem biscoitos!

Vem entender como o Movimento Escoteiro é muito legal!

foto1-1

Yaaay, pessoas felizes! Tudo bem? Eu sou a Isabelle Dutra Bissoli, do blog Claro…só que não e hoje estou aqui para falar de um assunto que muita gente tem interesse: movimento escoteiro! Não, isso não é só coisa só de filme. Existe no Brasil e nós NÃO VENDEMOS BISCOITO, ok? hahahaha

E como sei que talvez vocês tenham dúvidas sobre esse assunto, eu decidi responder uma tag incrível sobre o assunto que a Leticia Akemi (sim, ela já foi da galera também!!!) criou e me indicou. Então, vamos lá?

Foto: Grupo Guaru 198

Foto: Grupo Guaru 198

1. Como você conheceu o movimento?
Essa história é muito engraçada, porque não foi por vontade própria como muita gente pensa. Na verdade, eu nem sabia que existia o movimento fora da telinha da televisão e minha mãe quis fazer uma surpresa. Em uma bela tarde de sábado, ela chegou para mim e o meu irmão anunciando que iríamos no shopping. Eu tinha sete anos e era viciada nesse tipo de passeio, então fiquei bem animada.

Coloquei a melhor roupa que eu tinha, que por acaso era quase tudo da Barbie: blusa rosa da Barbie, calça jeans da Barbie, meia da Barbie e um All Star que não era da Barbie! Entrei no carro mega feliz, até que eu percebi que o caminho era diferente e perguntei, na inocência: “Mãe, esse não é o caminho do shopping!”. E ela me responde como se tudo estivesse certo: “É um shopping diferente, vamos conhecer um novo!”

Fiquei ainda mais feliz e estava torcendo que para que tivesse um parque de diversão e o meu desejo foi realizado de forma bem literal, pois paramos em um parque, daqueles com árvores, terra e tals. Minha mãe, não satisfeita com o segredo, se explicou:
“Viemos visitar um amigo do seu pai”. Eu já vi que tinha algo errado ali, mas decidi fingir que estava tudo certo.

Entramos no parque e logo de cara vi um monte de criança suja de lama, correndo e gritando, e o meu único pensamento era: “ainda bem que eu vou para o shopping”. Porém, paramos em frente a elas e a minha mãe disse: “Bem-vinda ao seu novo shopping!” WHATTTT? E foi assim, bem direto mesmo, sem nada de uma preparação psicológica! No primeiro momento eu me assustei, mas no fim do dia não via a hora de voltar para lá. Tinha me encontrado entre a natureza.

Foto: Grupo Guaru 198

Foto: Grupo Guaru 198

2. De quais matilhas e/ou patrulhas você foi?
Antes deixa eu explicar o que são essas coisas: matilha e patrulha são como se fosse o seu grupo de amigos dentro do escoteiro, onde fazemos tudo junto. Dormimos na mesma barraca, fazemos as principais atividades e por aí vai. Lembrando que matilha é para lobos (que são crianças de 7 á 10 anos) e patrulha é para o restantes (escoteiros, seniores e pioneiros).

As matilhas são identificadas pelas cores e eu já fui da branca, da cinza, da amarela, da vermelha e da preta. Já as patrulhas escoteiras são identificadas com nomes de animais, estrelas ou constelações. Eu já fui da Perseus, da Tigre e da Pantera.
As patrulhas seniores são identificadas por nome de acidente geográfico ou de uma tribo indígena nacional e eu fui da Apurinã, da Guarani e da Etna.

Foto: Grupo Guaru 198

Foto: Grupo Guaru 198

3. Um acampamento ou acantonamento inesquecível!
Para quem não sabe, acampamento para escoteiro é quando você dorme no meio do mato mesmo. Já o acantonamento é dentro de algum lugar, como escola ou casa, por exemplo. De longe o acampamento mais inesquecível para mim foi o primeiro da tropa sênior, que foi especialmente para fazermos rapel! Foi incrível, ficamos numa casa muito diva feita de madeira e vivemos fortes emoções superando os nossos medos, o que fez com que nos uníssemos como nunca.

escoteira-5

4. Quais especialidades vocês tem?
Sabe aquelas medalhas que você vê os escoteiros ganhando em filme? Então, elas existem e não é muito fácil de conquistar não, viu? Eu tenho váriaaaas, então vou falar as principais, que são as que eu gostei mais de tirar: web design, fotografia, acampamento, pioneira e confeitaria. Eu também quero dizer que conquistei o meu Lis de ouro❤ (é o nível máximo que você pode chegar no ramo escoteiro – existe o ramo lobinho, escoteiro, sênior e pioneiro).

5. Qual a sua canção escoteira favorita?
De longe mesmo a minha música escoteira favorita é a canção da despedida. Cantamos em todos os fogos de conselhos (que acontecem no final dos acampamentos) e não tem como não chorar. É muito linda e com um significado incrível. “Não é mais que um até logo, não é mais que um breve adeus…”

escoteira-6

6. Qual foi a maior lição que você aprendeu no movimento escoteiro?
Que você não precisa de muito para ser feliz. Sério, quando você está no meio do mato e não tem internet, o sinal não pega e provavelmente não tem energia, você percebe que não precisa mais do que um moletom quente, amigos, uma fogueira e histórias para dar risada. o movimento escoteiro me mostrou o lado simples e feliz da vida.

A tag tem mais algumas perguntas, mas eu decidi responder as principais, porque senão ficaria muito longo e seria informação demais de uma vez só! Mas como sou a louca dos vídeos, separei vlogs que eu fiz das minhas aventuras escoteiras:

Se quiserem saber mais sobre esse assunto ou que eu termine a tag, é só pedir nos comentários, ok?
Qualquer pergunta é só me mandar!
Espero que tenham gostado!
Beijoooos,
Isa❤

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Renata Manzke

    Parabéns pela iniciativa Isabelle Bissoli !

    Curtir

  2. Ricardo Machado

    Não vendem biscoitos no Brasil, mas deveriam vender. Nos EUA, as Girl Guides arrecadam a espantosa soma de 800 milhões de dólares por ano com venda de biscoitos. Você não leu errado: U$ 800,000,000. Enquanto no Brasil ficamos correndo atrás de políticos de índoles duvidosa para conseguir emendas parlamentares.

    Curtir