Apps darem opção de escolher motorista mulher não é solução

Companhia de táxi aposta em 'novidade' que, de início, parece bem bacana, mas que se formos parar para pensar, não resolve o problema.

Foram relatados, nos últimos tempos, diversos casos de mulheres que sofreram assédio de taxistas e ubers. Para tentar solucionar o problema, ou minimizá-los, o aplicativo 99Taxis lançou uma nova opção de serviço. Agora, é possível que, ao chamar um táxi, mulheres e crianças escolham andar com uma motorista do sexo feminino. Para isso, basta abrir a aba  dos opcionais do app e selecionar a seguinte opção, que por enquanto está disponível apenas em São Paulo e no Rio de Janeiro:

mulher

De acordo com a empresa, o objetivo deles é atender à vontade de usuárias que querem viajar com mais segurança e tranquilidade. Entretanto, essa medida é paliativa e não soluciona a questão. É aquela velha história: precisamos ensinar os homens a respeitar (o quão louco é pensar que precisamos ensinar isso para alguém?), não as mulheres a temer. Quer dizer que se estivéssemos viajando com um motorista homem, não estaríamos seguras? Por mais que a intenção tenha sido das melhores e que, a curto prazo, ela possa até ajudar, não dá para ignorar que essa iniciativa só mascara um ENORME problema que ainda temos na sociedade.

Independentemente de onde estivermos indo, da roupa que estivermos usando ou do simples fato de sermos mulheres, não queremos que o motorista que vamos chamar seja uma preocupação necessária. A questão é que o respeito deve ficar em primeiro lugar sempre, em todos os casos. Como em qualquer outro serviço, um desvio de conduta deveria resultar em punição do funcionário, não do cliente. No caso de os aplicativos de transporte darem a opção de a usuária escolher ser atendida por motorista mulher, é como se quem usa estivesse pagando por um crime que não cometeu. Antes de sentir a necessidade de abrir a opção de motoristas, não seria muito mais importante ~e justo~ ensinar os homens a se comportar? Aliás, novamente, é até triste ver que isso ainda precisa ser ensinado…

O que vocês acham sobre essa mudança no app de táxi?

 

+ Leia mais: Verão e roupa curta combinam. Assédio, não!

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. O conteúdo da capricho está melhorando❤
    Não apenas pensa na mulher mas também no homem que faz parte de uma sociedade.

    Curtir

  2. Deborah Torres

    Quando vc diz que temos que ensinar os homens a respeitar vc esta incluindo todos ( como pai, irmão, avô) vc pode perguntar para os homens oque eles acham que estupradores merecem eles vão dizer morte ou prisão perpétua,
    além disso adorei a iniciativa da empresa ela não esta tentando mascara nda ela esta tentando proteger as mulheres, se vc quer culpar alguém culpem as leis do nosso país onde criminosos cumprem um terço da pena e saem livres, e parem de dizer que tudo é culpa dos homens pq eles(estupradores) são criminoso e quando vc diz que todos os homens vc quer inclui cidadães inocentes que tb estão a merce desses criminosos pq quando uma mulher é estuprada ela é filha de alguém possuem irmão a violência esta para todos homens e mulheres
    Esse video é so uma reflexisão

    Curtir