Famosos

16
11/2007

Serginho Hodjakoff, o cabeção da "Malhação"

Por Redação CAPRICHO às 12:35

O mundo gira em Malhação, mas Serginho Hodjakoff, que acabou de fazer 19 anos, segue firme e forte no elenco. Ele continua no seriado, mesmo com a saída de seu "brother" Mau Mau - Cauã Reymond sai para fazer a nova novela das 6, Chocolate com Pimenta. Agora ele se prepara para viver um bad boy no cinema, no filme Terra Prometida. "Quero ver 8 Mile, do Eminem, porque estou pensando em fazer o meu personagem, Ricardo, marrento como ele."

CAPRICHO Você fica na Malhação?
Serginho Meu contrato vai até abril. Acho que o Cabeção irá namorar a Miyuki [Danielle Suzuki]. Ainda não me disseram nada, só sei de boatos.

Boatos, é? Conta pra gente!
Dizem que o Gigabyte vai pegar fogo, que o colégio vai acabar e virar um shopping, e outros truques da dramaturgia moderna. Já ouvi tanta coisa, eles fazem o que quiserem da Malhação porque o público já é certo.

Você vai ser o eterno Cabeção?
Eu vou, sim. Na rua, o pessoal me chama de Cabeção, a maioria não sabe o meu nome. Mas isso não me chateia. É um orgulho ter um personagem carismático. Curto isso.

Não tem medo de acabar como o André Marques que até hoje é lembrado como Mocotó?
Não tenho medo de ficar rotulado. Só vejo o lado bom de ser conhecido pelo personagem que faço há tanto tempo. O André Marques hoje é apresentador. Se for lembrado como o Cabeção mas puder fazer outras coisas, não tem problema. Sei que um dia vou enjoar de Malhação, mas não é o caso até agora. Continuaria lá mais uns dez anos.

Você fica chateado porque vários atores de Malhação foram chamados para outros papéis e você não?
Pode até ter acontecer de me chamarem e eu não ficar sabendo caso o Ricardo Waddington [diretor de Malhação] não me libere. Mas acontece, eu entendo, tem momentos em que o personagem não pode sair da trama. Não fico chateado, o Cabeção é um personagem ótimo.

Mas você quer fazer novela?
Sim, novela ou minissérie. Já me disseram que tenho timing para as tramas do Carlos Lombardi por causa das minhas cenas, que são mais frenéticas como as das histórias dele. Gostaria de trabalhar com o Marcos Pasquim e o Vladimir Brichta, acho que sei fazer mais ou menos o que eles fazem, mas ainda sou muito novo. Se não pintar nada disso, gostaria de trabalhar um tempo num programa tipo o Sítio do Picapau Amarelo e A Turma do Didi. Também sonho viver o filho da Marília Pêra um dia.

Você gosta de fazer comédia?
Estou acostumado. Às vezes o Cabeção chora, mas de maneira engraçada, para arrancar risos.

Depois de tantas idas e vindas, de quem você sente mais saudades em Malhação?
Do meu núcleo, Hélder Agostini, Fernanda Nobre, Gisele Tigre e Giuseppe Oristânio. É mais difícil a gente se encontrar agora. Hélder eu vejo bastante, o Giuseppe vive na ponte-aérea, a Fernanda está namorando, casou!

Você é muito assediado?
Eu não ando muito em lugares cheios, mas gosto quando todo mundo me reconhece. Vou sentir falta se um dia isso parar de acontecer.

As meninas te paqueram?
Elas dão mole, mas não porque querem namorar, casar, ter filhos. Rola uma curiosidade, elas querem saber mais sobre o ator. Sou muito olhado, mas não isto quer dizer que elas estejam a fim de mim. Nas festas, espero a menina chegar em mim e procuro ficar com uma que não chame tanta atenção. Prefiro uma menina bonita, mas que chame menos atenção que uma loura de 1,90m, até porque eu vou ficar ridículo do lado de uma loura de 1,90m.

Como você chega em uma menina?
Não sou de ficar de blábláblá e dez minutos depois dizer: "Vamos ficar, te acho a maior gatinha e quero te dar um beijo na boca". Eu não tenho essa cara de pau que o Cabeção tem. Até já tive. Quando tinha 12, 13 anos e ia para matinê, eu beijava dez meninas num dia só.

Dez?!
Todo mundo fazia isso na época. Hoje posso ir para uma festa e não beijar ninguém.

Como você perdeu sua cara de pau?
Quando eu tinha 12, 13 anos e ia para essas matinês eu quase não conversava. Chegava, falava "oi, tudo bem", aí vinha um amigo que dizia "ah ele quer ficar com você". A menina então respondia "então tá", a gente ia para um canto, ficava dez minutos se agarrando, mandava um "daqui a pouco a gente se vê", ia dar um rolé e ficava com outra. Minha época de galinha foi assim, e durou até eu entrar em Meu Bem Querer (1998). A partir daí fui ficando mais tímido, mais reservado, em parte porque fiquei famoso.

O que aconteceu?
Tem muita menina que também dá em cima porque quer desfilar com o menino da Malhação. Isso acontece com todo mundo que tem um pouquinho mais de projeção. Não tem mal ficar com menina assim, se eu gostar e achar gata, eu fico, agarro. Vai rolar uma troca, ela vai aparecer comigo, mas eu vou ficar com ela.¿