Pisou no prato que comeu? Miley Cyrus julga hip hop e é criticada

Cantora se defende nas redes sociais.

Em entrevista a Billboard, Miley Cyrus contou sobre sua nova fase na carreira, que será mais voltada para o country, e fez várias declarações que chamou a atenção das pessoas. A maioria delas foi vista com bons olhos, mas outras, no entanto, despertaram a ira de uma galera.

Pisou no prato que comeu? Miley Cyrus julga hip hop e é criticada

(Reprodução/Reprodução)

A cantora afirma, por exemplo, que se frustou muito com o movimento hip hop. “Eu amo a música nova do Kendrick (Humble), que diz: ‘Me mostre algo natural como bundas com estrias’. Eu amo isso, porque não é, ‘venha sentar no meu p**, chupe a minha p***’. Não consigo mais ouvir isso”, declarou Miley, que fez parcerias com rappers em um passado não tão distante.

Exatamente por isso, muita gente anda criticando a americana e dizendo que ela está pisando no prato que comeu, como se tivesse gostado de hip hop apenas quando o gênero foi interessante para ela e para a sua carreira.

No Twitter, a colunista Britt Julious escreveu: “Miley Cyrus vestiu a cultura do hip hop como uma fantasia. Abandou ela. E agora a estereotipa”. Muitos usuários concordaram com a moça, mesmo aqueles que gostam do trabalho da cantora.

A questão levantada por muitos, e a que mais incomoda, é que a cantora branca se apoderou de todo um gênero musical e de uma cultura essencialmente afro, e depois fez como se isso nunca tivesse acontecido.

No Instagram, porém, Cyrus fez questão de explicar que nunca pisou no prato que comeu nem criticou o hip hop. Ela apenas cresceu e percebeu que algumas letras são bastante machistas e que isso a incomoda, mesmo muita gente defendendo que essa é a essência do estilo musical. “Conforme fui ficando mais velha, fui percebendo o efeito que a música tem sobre o mundo. Vendo onde nós estamos hoje, eu sinto que a nova geração precisa ouvir músicas com letras positivas e fortes”, explica Miley, que ainda completa dizendo que continua respeitando o rap e todos os gêneros musicais: “Infelizmente, muitas publicações gostam de focar apenas nas partes mais sensacionalistas de uma entrevista“.

When articles are read it isn't always considered that for hours I've spoken with a journalist about my life , where my heart is, my perspective at that time, and the next step in my career. Unfortunately only a portion of that interview makes it to print, & A lot of the time publications like to focus on the most sensationalized part of the conversation. So, to be clear I respect ALL artists who speak their truth and appreciate ALL genres of music (country , pop , alternative …. but in this particular interview I was asked about rap) I have always and will continue to love and celebrate hip hop as I've collaborated with some of the very best! At this point in my life I am expanding personally/musically and gravitating more towards uplifting, conscious rap! As I get older I understand the effect music has on the world & Seeing where we are today I feel the younger generation needs to hear positive powerful lyrics! I am proud to be an artist with out borders and thankful for the opportunity to explore so many different styles/ sounds! I hope my words (sung or spoken) always encourage others to LOVE…. Laugh…. Live fully…. to be there for one another… to unify, and to fight for what's right (human , animal , or environmental ) Sending peace to all! Look forward to sharing my new tunes with you soon! – MC

A post shared by Miley Cyrus (@mileycyrus) on

Lembrando que você pode curtir um gênero musical e não concordar com tudo o que é feito dentro dele. O mesmo vale para um artista. Talvez esse tenha sido o ponto ao que Miley Cyrus quis chegar… O que vocês acham?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Deborah Torres

    não gosto desse grupo africanista onde tudo é apropriação cultural
    ela é bem hipocrita nos shows dela tudo oque fazia era aparecer semi nua e com pinto no borracha no palco , agr vem falar que as letras são machista ,
    espero que ela volte a ser igual em hanna montana era 1000x melhor

    Curtir