Gilmore Girls – Um Ano para Recordar: 14 melhores momentos

Ainda não consigo acreditar que isso realmente aconteceu e não foi um sonho

Sim, eu assisti ao revival de Gilmore Girls! Eu amei tanto que está ainda difícil colocar em palavras o que significa escrever essa primeira frase. Mas vou tentar…

1

Às 6h da manhã, do dia 25 de novembro de 2016, a Netflix disponibilizou os 4 episódios de 90 minutos, em que mostra cada estação no período de um ano na vida das famosas garotas Gilmore. Assistir a volta da série que marcou minha vida, que definiu meu gosto por séries e que transformou minha história, é algo fascinante e que realmente faltam palavras para descrever. Se você é nova por aqui, talvez não saiba o quanto eu sou fanática por GG e o quanto estava esperando por esses 4 episódios de 90 minutos, escritos e dirigidos pelo casal Amy e Dan Palladino, os criadores originais da série.

3

Fato é: superou minhas expectativas! E esses são os motivos, que fazem desse revival ser uma das melhores coisas que já assisti em toda minha vida, sem exageros. (E olha que assisti muuuuuuita coisa).

**Spoilers abaixo, claro!!**

1) Amy Sherman-Palladino e Dan Palladino não deveriam ter largado a série naquela 7 a temporada

amy

Eles são a alma da série. A saída deles no final da 6a temporada depois de um problema com os estúdios realmente prejudicou a história que estava sendo contada. Amy e Dan preferiram ignorar boa parte do que aconteceu na temporada que não fizeram e seguiram com a história onde estavam, mas ao mesmo tempo, com os anos que se passaram. Todos os personagens tem a voz dos criadores e é algo realmente incrível pode ouvir a da Amy novamente.

2) Amy sabia desde o primeiro episódio das 4 palavras finais

lorelai

Sim, ela estava certa disso! Eu amei as quatro palavras porque fui surpreendida (fugi de todos os spoilers ou posts que discutiam as possibilidades). Fez total sentido e realmente, Amy sabia o que seria desde o começo.

3) Quem não gostou delas, não entendeu a mensagem do “full circle”

circle

E eu entendo quem está indignado com as quatro palavras finais, mas como a própria Amy disse, a série é mais do que isso! Amei que eles deixaram para os fãs discutiram e que terminou em reticências e não em ponto final.

4) Logan é meu namorado favorito e digo porquê

jump

Eu amo o Logan! Gosto da ideia de que ele foi o único namorado da Rory que não foi fácil ou completamente louco por ela. Amo que eles são diferentes e que ele representa o que a Lorelai fugiu a vida toda, mas não significa que a Rory tenha que fugir também. Matt Czuchry está incrivelmente lindo e hipnotizante. Amei que a história continuou do jeito que o Logan seria. E o fato dele ser o Christopher da vida Rory, ou seja, o cara que parece ser o par ideal, mas não é.

5) Jess é a alma gêmea da Rory

jess

Quem é o par romântico ideal é o Jess, o Luke da Rory. Ele é o personagem que sempre mexeu e tirou a Rory do espiral negativo. Ele é o responsável pelo sacode para ela voltar para Yale, ele é quem dá a ideia do livro para ela. Eles são almas gêmeas e entendo porque ele é o favorito da maioria.

6) A Rory não é perfeita – e nem deveria ser

rory

A Rory era muito perfeita na série original e isso era legal, mas ao mesmo tempo, afastava ela da realidade. Amei que ela fracassou como jornalista, porque é uma profissão que significava outra coisa completamente diferente há 10 anos. A dificuldade de saber o que se quer fazer da vida e as crises existenciais fazem parte. Ela tem o conforto da família para se questionar e toda a jornada dela – com acertos e erros – fazem o revival ser épico.

7) Queria mais da Emily e a morte do Richard

emily

Com o passar do tempo, fui percebendo o quanto a Emily é fantástica e entendendo melhor os motivos dessa personagem. Quando assistia a série lá no começo, eu era mais nova e achava ela muito rígida e malvada. Com a maturidade, vem a identificação. Amei absolutamente todas as interações com a Lorelai e essa é a relação que eu mais amo na série. Só queria que tivessem explorado mais da Emily passando pelos estágios do luto e incluído mais na vida das meninas.

8) Participações especiais e Melissa McCarthy

sookie

Senti falta da Sookie, claro! Entendo que hoje em dia, Melissa McCarthy está extremamente ocupada com sua carreira nos cinemas e amei que ela arrumou tempo para pelo menos uma participação especial, mesmo que fosse só uma cena. Fez sentido a forma que ela voltou e a química estava ali. Melhores amigas para sempre.

9) O estilo corky da série e seus personagens

corky

O musical e a cena do Life and Death Brigade são os traços corky (meio esquisito e adorável) da série. Fenomenal eles terem pegado nomes imensos da Broadway como Christian Borle e Sutton Foster para uma peça surreal. Sutton é amiga pessoal da Amy e trabalhou em Bunheads com a criadora. Estava muito ansiosa para vê-la interagir com a Lorelai e foi incrível. A cena do Life and Death Brigade é linda e a fotografia incrível. Eu adorei o corte no ritmo (e todo pouquinho de Logan que ganhei junto).

10) O tempo passou mas pouco mudou

gilmore

Essa era a minha sensação o tempo todo na série. O tempo passou, de fato, quase uma década. Mas o essencial ainda estava ali, as relações entre os personagens, o ritmo, o humor, o drama, as pequenas evoluções. Cada detalhe do cenário, cada peça das cenas estava exatamente onde deixamos. Que delícia!

11) Respostas para os fãs

lor

Amei que ligaram alguns pontos soltos e fizeram muitas referências à série original e perguntas dos fãs ao longo do tempo, como o Mr. Kim! Amei as participações especiais e que a gente pode reencontrar absolutamente todo mundo, mesmo que o Chad Michael Murray, o Tristan, não tenha ido para a festa e recusado aparecer.

12) Quero uma série só da Paris

paris

A melhor personagem. Ponto final.

13) Falar não é o mesmo que comunicar

talk

O que mais me chamou atenção é que isso não é novo. Ela realmente sempre falaram muito, mas quando realmente precisavam comunicar, falhavam. Era aí que acontecia quase todos os conflitos. A Lorelai é a mulher-maravilha ideal, a modelo que eu gostaria de ser, mas esse é o grande defeito dela. Amo isso na personagem também, porque a torna real, mas também algo que é difícil assistir porque a gente sofre junto.

14) Sou contra uma continuação

gilmoree

Não me entenda mal. Mas se você não entendeu que a Amy é a voz da série, que ela sabia onde ela queria chegar e que ela encerrou o full circle, volta pro começo dessa coluna… Por mais tentada que eu fique querendo ver como seria Rory-mãe, Lorelai-avó e a relação da história do ponto de vista da Rory com Logan/Jess/Paul… Mas isso abre para uma repetição e não seria melhor do que o que já vimos até aqui. Concordo em gênero e número com Amy Sherman-Palladino: a história está completa.

Ainda deve ter muito mais coisa que gostaria de adicionar à essa lista, mas isso é o que ficou de primeira impressão. Desde que assisti a série, não consegui assistir mais nada (e nem parar para escrever, por isso a demora para minha review). Tudo o que tem saído tem um gosto agridoce, porque é tão bom que dói (isso faz sentido para vocês?). Gosto tanto da série que tenho medo de perder meu senso crítico, mas acho que vocês já me conhecem e iam entender.

Pretendo assistir tudo de novo mais algumas muitas mil vezes. É realmente, a série da minha vida.❤

Vem conversar sobre séries comigo também no Instagram @priharumi | Twitter @priharumi

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Onde a gente aperta pra dar um abraço na escritora desse artigo?! Eu simplesmente amei tudo que você escreveu!! Jess não era meu favorito, mas depois do quarto episodio eu criei uma paixão louca por ele, talvez pelo fato de ele ser o Luke da Rory ( sou apaixonada no Luke, desde o primeiro episodio queria que ele ficasse com a Lorelai, então imagina o qnt eu estou feliz por eles terem se casado). Eu ainda não consigo acreditar nas quatro ultimas palavras, mas faz todo o sentido. E tambem concordo que não deve ter continuação, pq é assim q a serie devia ter terminado 9 anos atrás!

    Curtir