10 nomes do funk ostentação para ouvir agora

Por Bruno Dias, em 11/10/2013 às 19:40

MC Guimê, MC Lon e outros nomes dessa nova vertente do funk

Com letras que falam de baladas, roupas de grife ("kit"), carrões ("naves") e muita curtição, o funk ostentação tem acumulado milhões de views no YouTube e se tornou a nova febre do gênero, que já foi romântico, proibidão, safadinho, e agora só quer saber de ostentar.

O ostentação é a primeira vertente do gênero a bombar que não saiu do Rio de Janeiro. Ele surgiu na Baixada Santista e subiu a serra direto para os bailes realizados na zona leste de São Paulo.

Sem discos lançados ou tanta exposição nas rádios, o funk ostentação é um fenômeno que cresce graças aos clipes no YouTube, em sua maioria superproduções. Pra se ter ideia, os MCs de maior sucesso do movimento ostenção chegam a fazer 50 shows por mês, faturando cerca de R$ 200 mil.

A CAPRICHO separou dez nomes que são destaque no funk ostentação. Dá uma olhada!

MC Guimê

MC Guimê é natural de Osasco e ao lado de Lon e Rodolfinho, é um dos nomes mais conhecidos do ostentação. Ele estourou em 2011, com Tá Patrão, que teve mais de 17 milhões de views no YouTube e hoje se dá ao luxo de ser convidado para as baladas de Neymar. Ano passado ele repetiu a dose e conseguiu 30 milhões de visualizações no YouTube com Plaque de 100.

MC Dede

MC Dede veio de Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo, e traz em seus funks muitas influências de artistas dos anos 90. Ele é um dos pioneiros do funk ostentação e estourou com o hit Olha o Kit. Só ano passado Dede emplacou quatro hits As Mina do Camarote, Pani Na Nave, Bum bum na água e Rolê de Hayabusa. Este ano ele resolveu se arriscar em um funk mais pop, com a música Linda Menina.

MC Lon

MC Lon é nome artístico de Airon de Lima, jovem que veio da Vila do Sapo, comunidade carente na Baixada Santista, e se tornou um dos principais nomes do funk ostentação de São Paulo. Só o clipe de Novinha Vem Que Tem já conseguiu mais de 30 milhões de views no YouTube.

MC Rodolfinho

Todo mundo deve conhecer o som do MC Rodolfinho graças ao hit Como é Bom Ser Vida Loka, que caiu nas graças dos jogadores de futebol e ganhou versões em diversos ritmos diferentes. Ele é de Osasco, mesma cidade de Guimê, e antes de entrar para o funk trabalhou de empacotador em supermercado e depois em uma loja de celular. Como é Bom Ser Vida Loka já teve mais de 18 milhões views no Youtube.

MC Nego Blue

MC Nego Blue também vem da Cidade Tiradentes e se tornou uma das estrelas do funk ostentação de São Paulo. Seu primeiro sucesso é de 2011, As mina do Kit, música que com mais de 7 milhões de visualizações no You Tube. Ele também emplacou Pode chamar que ela vem.

MC Boy do Charmes

MC Boy do Charmes é o responsável pelo primeiro grande sucesso do funk ostentação, Mégane, lançada em julho de 2011. Ele também foi o primeiro MC do ostentação a investir pesado nos clipes, sempre com direção do Kondizilla, produtora que é símbolo do movimento e acumula milhões de views.

MC Menor do Chapa

MC Menor do Chapa é carioca, mas se rendeu ao funk ostentação paulista. Ele tem entre seus hits a música Sou Patrão, Não Funcionário.

MC Pocahontas

Viviane Queiroz, a MC Pocahontas, é a principal representante feminina do funk ostentação. Ela também é do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, e ficou famosa pelo clipe de Mulher do Poder, que também contou com direção do paulista Kondzilla.

MC Danado

MC Danado é da zona leste de São Paulo e antes de fazer sucesso com a música Top do Momento, já foi office boy e auxiliar de escritório. Só esse ano ele conseguiu emplacar três hits no YouTube: Plin Plin, Daquele Jeito e Musa.

MCs Pikeno e Menor

Pra fechar a nossa lista mais dois nomes da zona leste de São Paulo: MCs Pikeno e Menor. Cleiton (Pikeno) e Caíque (Menor) são amigos de infância e ficaram conhecidos graças ao sucesso das músicas Valeu Amigo e Perdição. Com clipes produzidos pelo Kondzilla, emplacaram ainda As Meninos Que As Meninas Gostam, em 2012, e o mais recente hit: Toda Toda, que já conseguiu mais de 5 milhões de views em dois meses.

Para saber mais

Para conhecer um pouco mais sobre o surgimento do funk ostentação e ver depoimentos de alguns dos principais nomes do movimento, assista ao documentário Funk Ostentação - O Filme, dirigido pelo Kondzilla.

TAGS: funk
Comente!